Alvaerele Tasundrym, após a morte de Mystra.

Dor. Alvaerele Tasundrym pode senti-la não apenas como parte de si, mas como parte de tudo que existe. Como explicar não ter enlouquecido? Como explicar não ter perdido sua autoridade diante da magia? E a Trama? Por que ela havia adquirido essa essência cáustica, cegante? Elminster, Symbul, Khelben, Laeral, Alustriel, Storm, Quiloé, Syluné, Dove; por que não respondem? O que a magistrado poderá fazer sem seus estimados amigos?

This entry was posted on 4.07.2014 at 06:17 and is filed under , , , , , , , , , , . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

0 comentários

Postar um comentário