A Chave Solar - Os Amanautor - Arma de Legado

Os Amanautor - ou A Chave Solar - pode se apresentar como uma maça ou cetro com entalhes em celestial em sua empunhadora e uma ponta em forma de um círculo solar com uma joia branca em seu centro. Ele emana uma forte e pura energia divina na forma de um brilho branco-amarelado.

Estatísticas não legado

Maça pesada sagrada obra-prima +2 feita de Solanian Truesteel (dureza 11, 25 pvs, +1 para confirmação de decisivo - Arms and Equipment Guide, pág 14), dano d8+2 (d8 + 2d6 + 2 contra seres malignos), crítico x3, custo de 2936 PO, 8 lb de peso.

História

Quando Amanautor descobriu como se daria sua morte, ele traçou um plano para sua retorno dividindo a si mesmo em três pedaços: a face de Amanautor (Faciem Amanautor), o corpo de Amanautor (Corpus Amanautor) e o osso de Amanautor (Os Amanautor). O primeiro deles é a porção de seu poder que ele deixou com A Primeira, e junto às capacidades dela posteriormente tornou-se Lathander, o segundo é seu “sangue” divino diluído pelos integrantes das famílias Tamassir e Belarn, mas reascendido em Calishto e Ishmael Belarn. O terceiro e complemento final para o ritual que o trará (ou não) de volta é também conhecido como A Chave Solar e possui a capacidade de amalgamar todas as porções de Amanautor.
Inicialmente um artefato que guardava a porção do deus, durante muito tempo achou-se que havia sido perdido pra sempre ao final da batalha de Qilaff Belarn contra Bluefire Tamassir, mas foi encontrado anos depois por Ludwig Hari e seu grupo em uma ruína Netherese no Anauroch, durante o evento conhecido como Cataclisma da Aurora.

Estudando melhor o artefato com a elfa Mari Anna, Ludwig descobriu que o tempo de permanência do objeto com as famílias Tamassir e Belarn e as situações o qual ele passou tornaram-no uma arma de legado, incorporando uma parte das magias divinas ou capacidades de combate e física de seus usuários.
Os Amanautor encontra-se atualmente em sua forma de maça e sob os cuidados de Ludwig Hari. O clérigo e pesquisador nunca o usou, mas a influência do item conferiu a ele idade avançada, que possivelmente findará quando ele entregar o item a seu definitivo portador.

Para evitar que Os Amanautor fosse encontrado e cobiçado por outros usuários de magia, Mari Anna, elfa que vive hoje em Encontro Eterno, lacrou-o em um pergaminho, que só pode ser aberto por Ludwig.

Rituais de Legado

Ainda é um mistério as condições para realização dos rituais que despertariam a arma de legado, mas acredita-se que eles são influenciados por eventos de natureza divina. Mari Anna traçou três dos possíveis acontecimentos que dariam condições para o despertar de Os Amanautor: o Cataclisma da Aurora (O Encontro), a prevista restauração de Myth Drannor (A Escolha) e a morte da deusa da magia (O Despertar). No entanto, ela só possui teorias e o ritual em si talvez só seja revelado quando duas ou três partes divididas de Amanautor sejam finalmente reunidas.

Pré-requisitos para posse e uso

Conhecimento religião (5), falar celestial, linhagem de Amanautor (celestial blodline).


Custos para posse (considerando progressão até o vigésimo nível)

Bônus base de ataque -2 (-1 no 9º e -2 no 13º)
Testes de resistência -3 (-1 no 8º, -2 no 16º e -3 no 18º)
Pontos de vida -16 (-4 no 6º, -2 no 9º, -2 no 12º, -2 no 15º, -2 no 18º, -2 no 19º e -2 no 20º)


Habilidades do item

Discernimento Solar (5º nível). Desde de antes das eras, o sol esteve presente e viu nascer todas as línguas e escritas, sendo completamente versado nelas. O usuário da Chave Solar sabe todas as línguas faladas ou escritas, como se continuamente afetado pela magia Compreender Idiomas.

Presença de Amanautor (7º nível). Amanautor o reconhece como um de seus filhos e comensais. Quando empunha o legado da divindade, esse reconhecimento é percebido por todos, aumentando em +2 seu Carisma.

Poder Solar (10º nível). O sol impera acima de tudo. Uma vez por dia, o usuário da arma de legado pode clamar por Amanautor e invocar o poder da magia Dissipar Magia como um clérigo de 5º nível.

Destruição Solar +1 (11º nível). O poder de Amanautor abomina mortos-vivos, dessa forma, no 11º nível a Chave Solar toma a forma de uma arma ruína dos mortos-vivos +1.

Chamado do Sol (13º nível). Não importa onde a arma de legado esteja, se o personagem puder olhar para o Sol, ele terá a capacidade de trazê-la a sua mão como uma ação livre.

Escudos do Crepúsculo de Toril (16º nível). A partir do 16º nível e somente quando houver um outro Escudo ao seu lado, o personagem poderá invocar os efeitos da magia Círculo de Proteção Contra o Mal como um clérigo de 13º nível. A cada dois Escudos dentro do Círculo o nível efetivo da magia sobe em 1 até o máximo de +4.

Conjurador Solar (17º nível). Amanautor abre sua mente para um controle superior de suas capacidades sobrenaturais, mágicas ou divinas. Uma vez por dia e enquanto estiver segurando ou portando a arma de legado, todas as capacidades sobrenaturais e magias serão realizadas como se o personagem tivesse +2 níveis de conjurador (ou dados de vida, o que se adequar) durante um número de rodadas igual a seu modificador de carisma.

Amanhecer Verdadeiro (20º nível). Invocando o poder do verdadeiro sol que é Amanautor, o personagem pode, uma vez por dia, realizar a magia Milagre ou Ressurreição Verdadeira como um clérigo de 20º nível.
A Chave Solar - Os Amanautor

Quando no vigésimo nível, o Os Amanautor deverá ter as seguintes características:

Maça pesada sagrada retornável obra-prima ruína dos mortos-vivos +3 (+5 contra mortos-vivos) feita de Solanian Truesteel (+1 para confirmação de decisivo), dano d8 + 3 (d8 + 2d6 + 3 contra seres malignos, d8 + 4d6 + 5 contra mortos-vivos malignos), crítico x3. Habilidades à vontade: compreender idiomas, +2 no carisma. Habilidades por dia: dissipar magia, círculo de proteção contra o mal, +2 no nível efetivo de conjurador divino (quantidade de rodadas igual ao modificador de carisma, poder vale para habilidades sobrenaturais e poderes de classe), milagre ou ressurreição.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Regras da Casa - Estilo de Trovadores da Espada

Tesouros Antigos da História Seldarine